Pesquisas

Ao longo de seus mais de 50 anos, a EBMAR vem realizando o apoio a diversos pesquisadores que passam pela região.

Acervo Ruschi

O Acervo Ruschi custodiado na EBMAR foi constituído pelos documentos de Augusto Ruschi e de André Ruschi e é composto por documentos produzidos durante toda a vida de ambos os cientistas e refletem as atividades enquanto pesquisadores, estudiosos, educadores, ecologistas e defensores da natureza e do meio ambiente.

Composto por cerca de 5.000 (cinco mil) metros lineares de documentos em papel, inclusive manuscritos originais de Augusto Ruschi, alguns deles ainda não publicados, cerca de 50.000 (cinquenta mil) materiais iconográficos, entre eles slides, fotografias, negativos fotográficos, ilustrações, CDs, VHS, além de moedas, cédulas, prêmios, titulações, medalhas, e objetos pessoais de Augusto Ruschi tais como instrumentos de trabalho, carteiras e pastas de couro. 


O projeto “Inventário das fotografias de Augusto Ruschi e André Ruschi resgatadas da ‘Casa Augusto Ruschi’ e das pinturas de Etienne Demonte e Yvonne Demonte custodiadas pela Estação Biologia Marinha Augusto Ruschi - EBMAR” realizado pela EBMAR com o patrocínio do Edital n° 019/2019 de Seleção de Projetos Culturais e Concessão de Prêmio para Inventário, Conservação e Reprodução de Acervos, do Fundo de Cultura do Estado do Espírito Santo - FUNCULTURA da Secretaria de Estado da Cultura (SECULT), teve como principais produtos uma exposição de ilustrações dos irmãos Demonte e o inventário, disponível a seguir.

Primeiro registro de albinismo em Artibeus obscurus (Chiroptera: Phyllostomidae)


A equipe do @labeq.ufes realizou o registro inédito de um raríssimo indivíduo albino da espécie Artibeus obscurus, na EBMAR em Aracruz, o animal foi capturado em dezembro de 2018 e solto logo após a coleta dos dados.

Devido à ótima condição física do indivíduo, um macho adulto reprodutivamente ativo, e a observação de outros registros presentes na literatura, os pesquisadores sugerem que talvez o albinismo não seja tão prejudicial para espécies de morcegos que se abrigam entre folhagens, como é o caso de A. obscurus e algumas outras espécies do gênero Artibeus.

Esse registro havia sido previamente apresentado no Simpósio de Biodiversidade da Mata Atlântica em 2020, mas só esse ano foi oficialmente publicado.

Se você se interessou pelo artigo clique no link a seguir: 

ENDEREÇO
Av. Augusto Ruschi, nº 01
Itaparica, Aracruz-ES
CEP: 29199-625

CONTATOS
+55 27 98119-9292 (vivo) Whatsapp
gabriel@ebmar.com.br